A publicidade de hoje é o passado de amanhã

A publicidade de hoje é o passado de amanhã

Sabemos que a publicidade possui um importante papel no desenvolvimento dos veículos de comunicação, essa que teve início através de jornais, televisão, rádio, revistas e sites, veículos esses que são importantes para a comunicação de qualquer empresa para se relacionarem com os clientes.

A publicidade foi evoluindo durante o tempo e hoje conseguimos observar essa mudança claramente. Isso ocorreu por que de acordo com a evolução da tecnologia, ela foi se transformando e também possui ligação direta com o comportamento do consumidor que cada vez mais vem se transformando.

No cenário digital atual, uma das principais transformações na relação entre marca/público, no que se refere à mídia, é a persistência das mensagens, das histórias, dos conteúdos. Tudo o que uma marca compartilha fica armazenado nos ambientes digitais, disponível para consulta permanente, em um processo de acúmulo constante.

Disponível em: <https://www.martha.com.br/2011-04-04-sua-marca-nao-conseguira-ser-melhor-do-que-o-conteudo-que-elaproduz/>.

Atualmente ela precisa se comunicar diretamente com todos os públicos, esse que antes era um dos problemas para a publicidade, pois em muitos casos acabavam afastando consumidores pela falta de inclusão. Como exemplo, são os comerciais da Skol, que é uma marca de cerveja. Veja o vídeo abaixo: 

Em 2017, eles desenvolveram um comercial que tem como slogan “Redondo é sair do seu passado”, para mostrar aos seus consumidores, como a filosofia da marca mudou e que os estereótipos e preconceitos não os representam mais. Veja o vídeo abaixo.

publicidade

Com isso, podemos compreender que para que a publicidade se comunicasse com todos os públicos, foram necessárias algumas adaptações, não apenas nos veículos de comunicação e canais, mas também na ideologia da marca.

De acordo com Kotler, 2017 “A inclusão tornou-se a nova tendência”. Por que atualmente, com o marketing 4.0, termo definido pelo mesmo, os consumidores estão cada vez mais exigentes com o conteúdo que as marcas divulgam. Com isso, a peça chave para as marcas se tornou o conteúdo e isso faz com que o consumidor se decida se irá consumir da marca x ou y.

Marketing 4.0 é uma abordagem de marketing que combina interações on-line e off-line entre empresas e clientes, mescla estilo com substância no desenvolvimento das marcas e, finalmente, complementa a conectividade máquina a máquina com o toque pessoa a pessoa para fortalecer o engajamento dos consumidores.

[…] Descreve um aprofundamento e uma ampliação do marketing centrado no ser humano para cobrir cada aspecto da jornada do cliente.

Kotler, 2017

Descobrindo quem é sua persona

Com a evolução da tecnologia e da publicidade como já explicado acima, consumidores cada vez mais buscam empresas que os entendam. Desejam tornar-se amigos das marcas e as empresas que compreendem isso são as que cada vez mais vem se destacando no mercado.

Com isso, as marcas que possuem perfil mais parecido com uma pessoa real nas mídias sociais, que interagem com seus seguidores ou “super fãs”, atraem cada vez mais os consumidores. Ações essas fazem com que os seguidores engajem mais com as publicações da marca, fazendo com que compartilhem. Veja o exemplo: 

A Lu, possui um perfil no twitter e o utiliza para compartilhar conteúdos relevantes como esse. Afinal, quem não tem whatsapp hoje em dia?! 

Um outro exemplo é a Netflix, que faz memes das suas próprias séries, responde seus seguidores, fazendo com que sintam que possuem um relacionamento com a marca.

A partir disso, antes de produzir um conteúdo ou desenvolver uma campanha, se faz necessário descobrir quem é sua persona. 

“Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. A persona guia a criação de conteúdo e de marketing digital.”

Siqueira, 2019.

Persona nada mais é do que  o (comportamento) seu real cliente, e trata-se de um estudo profundo desses principais tópicos:

  1. Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra);
  2. Que tipo de assunto interessa a ele sobre o seu setor?;
  3. Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoal quanto profissionalmente)?;
  4. Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?;
  5. Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?;
  6. Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?;
  7. No caso de produtos B2B, qual é o tipo de empresa que compra a sua solução? E qual o cargo de quem compra?;
  8. Quem influencia suas decisões?.

Quanto mais você souber sobre seu cliente melhor, para que o seu conteúdo chegue para a pessoa certa, e assim você terá mais chances de sucesso com as suas campanhas prospectando mais leads. 

“Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos sua estratégia se perca e você acabe falando português para quem só entende grego ou promovendo cortes de carnes para quem é vegetariano (vegano) ou oferecendo um produto destinado à classe A para a classe C. Os exemplos são muitos!”

Siqueira, 2019. 

Com a persona definida, você conseguirá atender as dores do lead. Assim como as publicidades antigas, que deixam claro que o produto poderia satisfazer a necessidade do seu cliente. Podemos utilizar como exemplo, os comerciais da marca OMO que é uma marca de sabão em pó inglesa. Suas publicidades sempre deixaram claro que se o consumidor precisa de um sabão em pó que remova as manchas da sua roupa, que deixe ela branca, ou que renda “muito mais”, deveria utilizar o sabão em pó OMO. 

Clareza na mensagem em sua publicidade

Imagine que esse conteúdo que você está lendo fosse cheio de enrolação, e não chegasse no objetivo principal que é explicar como as publicidades antigas das marcas pioneiras nos deixam uma lição, afinal se hoje conquistaram nossos lares, não foi atoa. Além disso, se esse conteúdo não fosse relevante para você, provavelmente não estaria lendo esse parágrafo, teria desistido lá na introdução.

Por isso, após ter definido a persona, já teremos todas as informações que importam em mãos, que são quais assuntos interessam a ela e tudo mais. O próximo passo é pôr a mão na massa e desenvolver uma mensagem clara e direta sobre as vantagens do produto ou serviço. Essa é uma das características dos comerciais antigos que devemos trazer para nossas estratégias. 

Afinal, nada é mais tedioso para um lead que um vendedor que fala de tudo, menos da dor que ele traz no momento, fazendo com que ele rapidamente desista da compra. 

Além da objetividade, outra lição das publicidades antigas é a linguagem fácil. Essas publicidades eram plenamente compreendidas por pessoas de todos os níveis sociais e possuíam grande alcance graças à simplicidade. O marketing atual precisa recuperar um pouco dessa simplicidade nas suas estratégias, tornando-as facilmente compreensíveis por uma maior quantidade de pessoas. 

Como exemplo, podemos utilizar as publicidades da coca. A linguagem é clara e objetiva e até as crianças conseguem as compreender. Veja os exemplos abaixo: 

Por isso, com o marketing digital, conseguimos criar campanhas que atinjam um público cada vez maior, sem as restrições do espaço físico. Aqui na agência, utilizamos estratégias de Inbound Marketing, que consistem em nutrir as personas com conteúdo relevante e manter um relacionamento personalizado de acordo com assuntos que interessam a persona. Mas como fazemos isso?

Com o Inbound, conseguimos enviar e-mails personalizados para cada tipo de persona. Por exemplo, a Netflix possui vários tipos de consumidores, mas vamos focar em 02:  

  • Adolescentes/Universitários: com o e-mail marketing, é possível enviar e-mails personalizados sobre filmes e séries de lançamentos que realmente interessam a esse público, com uma linguagem simples e direta. Um exemplo de série que os adolescentes e universitários gostaram muito e que repercutiu na internet é Elite. Veja o trailer abaixo: 
  • Diferente dos adultos, que provavelmente não vão se interessar pelo mesmo conteúdo que adolescentes e universitários, assim o e-mail para essa persona seria personalizado de acordo com seus gostos e a linguagem deve ser mais rebuscada. Um exemplo de série que os adultos se interessam é Lista Negra. Veja o trailer abaixo:

Compreendeu como é importante entender a persona? Descubra qual é a sua persona com pessoas que realmente entendem do assunto! Não perca tempo, pois como diz Alexandre Suguimoto, presidente da ABRADi-SP (Associação Paulista dos Agentes Digitais) “No futuro, não haverá mais relacionamento B2B ou B2C, mas sim P2P (pessoa para pessoa).”

Clique no botão abaixo para decolar suas vendas! 

Faça novos negócios hoje mesmo.

Esse é o momento de expandir o seu negócio com o Marketing Digital. Agende uma conversa com um de nossos especialistas.

Agende uma conversa  ›

Leia os conteúdos anteriores:

Referências:
https://resultadosdigitais.com.br/blog/persona-o-que-e/

 

 

Sobre o autor

Letícia Sthéfani

Letícia é gestora de mídias sociais na Index DC. Acadêmica de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda na instituição de ensino Unigran.