Não é hora de parar seu marketing, é hora de reinventá-lo!

Confira todas as informações sobre o evento “Cases de Marketing – Como não parar em momentos de Crise” que é ONLINE e GRATUITO, realizado pela Resultados Digitais em parceria com Agências destaque em Marketing digital do Centro Oeste e entre elas a Index Design e Comunicação de Dourados.

Como as agências de marketing digital do Centro-Oeste estão transformando negócios e impulsionando o crescimento de empresas neste momento?

A união de estratégias digitais de marketing & vendas aliadas à transformação de processos e negócios para o ‘novo’ normal resultaram em cases que vão ajudar você a reinventar a forma de pensar sua atuação no marketing digital.

Durante toda a próxima semana do dia 15/06 ao dia 19/06, especialistas de marketing digital do Centro-Oeste com a Resultados Digitais, apresentam as estratégias que estão gerando resultados para os mais diversos segmentos do mercado. E você pode participar gratuitamente!

Quem está por trás dessa iniciativa?

Além da Resultados Digitais, que nasceu no Brasil, em 2011, com o objetivo de ajudar empresas de todos os portes e segmentos a entender e a aproveitar os benefícios do marketing digital, conquistando resultados reais e efetivos para seus negócios.

Isso que é  feito por meio do RD Station Marketing, nossa ferramenta de marketing digital, e pela metodologia da Máquina de Crescimento, que apoiam a estruturação e a execução de estratégias sólidas de marketing e vendas. 

Possui velocidade, autonomia e inovação de uma startup, e têm uma posição consolidada e reconhecida no mercado. Além disso, estão  expandindo para outros países da América Latina e Europa. Hoje são mais de 13 mil clientes do RD Station, que é a plataforma de automação de marketing e CRM.

Nós da Index Design e Comunicação, somos parceiros da Resultados Digitais, onde possuímos certificação GOLD, e isso é o que nos destaca na região centro-oeste e, em especial, no Mato Grosso do Sul por ser a única com este nível de certificação. Somos uma agência que se compromete com a entrega de resultados reais aos clientes. 

Trabalhamos com Marketing Digital com foco em resultados, onde nos tornamos especialistas em desenvolver projetos com foco em expansão de novos negócios. Atuamos com sede fixa em Dourados/MS e atendemos clientes em todo território nacional e no exterior.

Conquistamos três Prêmios Morena (Afiliada rede globo) na categoria Criação e Vídeo desde que iniciamos nossa jornada, em 2003. Sendo assim, possuímos 17 anos de experiência no segmento, e atendemos clientes dos mais diversos segmentos, como educacional, siderurgia, indústrias, logística, Saas, saúde, varejo, concessionárias, telefonia, agronegócio, turismo e lazer.

O evento contará com a participação de seis Agências de Marketing líderes no Centro-Oeste, a Agência B16 de Brasília-DF, Carandá Propaganda de Cuiabá-MT, Conteúdo Edu de Goiânia-GO, Eixo Digital de Brasília-DF, Grifo Propaganda de Goiânia-GO e Index Design e Comunicação de Dourados-MS.

(Marcelo Pirani: CEO E Growth hacker da Index Design e Comunicação – Diretor de marketing da Unigran EAD Brasil)

CASES DE MARKETING CENTRO-OESTE: COMO NÃO PARAR EM TEMPOS DE CRISE

De 15/06 a 19/06

A programação do evento “Cases de marketing”:

15/06 – Marketing & Vendas em tempos de crise para o Agronegócio – Convidados: Agência Carandá, Agência Index e Especialista em Sucesso do Cliente RD. 

Na segunda-feira apresentaremos técnicas de Growth Hacking para o segmento do agronegócio, este que possuímos extenso know-how.

A palestra irá proporcionar diversos insights para pessoas do segmento do agronegócio, onde contribuiremos com hacks de marketing para que você consiga manter sua empresa ativa nesse tempo de crise. 

16/06 – Marketing & Vendas em tempos de crise para a área de Saúde – Convidados: Agência Eixo, Agência Index e Especialista em Sucesso do Cliente RD.  

Na terça-feira, iremos apresentar Cases sobre a área da saúde, onde atendemos diversas empresas do Mato Grosso do Sul e contribuímos para que se tornassem destaque no segmento, atuando com desenvolvimento de diversas estratégias de marketing.

Os Cases contribuirão com dados e informações sobre o segmento para que profissionais da área da saúde consigam reinventar sua comunicação nesse momento de crise.

Clique aqui para marcar uma conversa com um dos nossos especialistas em marketing!

17/06 – Marketing & Vendas em tempo de crise para o setor Imobiliário Convidados Agência Carandá, Agência Grifo e Especialista em Sucesso do Cliente RD

18/06 – Marketing & Vendas em tempo de crise para a área de Educação  Convidados Agência B16, Agência Eixo

19/06 Marketing & Vendas em tempo de crise para o Ensino Superior – Convidados: Conteúdos Edu.

Se interessou no evento? Clique no botão abaixo para se inscrever e garantir o seu lugar nesse evento que é totalmente gratuito e online!

Clique aqui e inscreva-se!

Marketing conversacional – você sabe o que é?

Os clientes mudaram sua forma de consumir, através da familiaridade com a tecnologia e assistentes virtuais que foram desenvolvidos. Onde desejam atendimentos rápidos e objetivos através de sites, redes sociais e até mesmo pelo whatsapp. Pensando em ajudá-lo a entender melhor  quais as vantagens do marketing conversacional e como adequar essa tecnologia em sua empresa, fizemos esse conteúdo. Continue a leitura para saber mais.  

Marketing Conversacional, é uma estratégia desenvolvida para relacionar-se com os clientes de forma clara e objetiva, considerando suas necessidades e dúvidas. Onde ao perguntar no chat, o sistema de inteligência (chatbots, live chat, etc) irá responder exatamente aquilo que foi perguntado. 

Devido à necessidade de interação instantânea e personalizada que os consumidores desejam e esperam. Visto que “42% das pessoas esperam resposta imediata (cinco segundos) e 36% esperam uma resposta no prazo máximo de cinco minutos”. 

Adequando estratégias a nova necessidade conversacional dos consumidores

Devido às mudanças do consumidor e necessidade que possuem (muito mais imediatista), é de suma importância compreender como essa nova tecnologia pode fazer com que seus possíveis clientes esclareçam suas dúvidas de imediato, fazendo com que eles vivenciem uma experiência instantânea com um diálogo personalizado e humanizado. 

Afinal o que é o marketing conversacional?

O marketing conversacional, também chamado de marketing de conversação é uma experiência que proporciona ao cliente facilitar a comunicação em tempo real com todos que estejam interessados pelo produto/serviço simultaneamente. 

Marketing conversacional é uma categoria de marketing que utiliza o diálogo para facilitar a interação entre pessoas e marcas e, com isso, agilizar toda a jornada de compra e gerar uma experiência superior de consumo. O principal diferencial dessa estratégia está na instantaneidade com que as conversas ajudam os potenciais e atuais clientes a decidir por um produto ou serviço, ou, ainda, a resolver possíveis problemas.

Zenvia

Agora que você já entendeu o que é marketing conversacional, vamos entender quais são as tendências para o uso dessa estratégia, como ela pode ser aplicada na sua empresa e quais são seus principais benefícios.

conversacional

Quanto tempo demora para responder seus clientes?

Transformar os visitantes do seu site em leads qualificados é um desafio para muitos empreendedores, ainda mais quando não possuem uma estratégia de marketing eficiente. Em um estudo publicado pela Harvard Business Review, apontou que as pessoas desejam contatos mais instantâneos com as empresas e que elas falham e estão despreparadas para isso. Neste estudo foram obtidos os seguintes dados: 

A revista detectou que empresas que respondiam para o cliente até uma hora depois de receber uma solicitação de contato, tinham sete vezes mais chance de ter uma conversa significativa com um tomador de decisão. Por outro lado, aquelas que esperavam 24 horas ou mais diminuíram suas chances em mais de 60 vezes.

Neste momento, gostaria que você leitor se questionasse, seu atendimento está sendo eficiente de acordo com as necessidades do seu cliente? Afinal, diversos usuários entram em contato com empresas a noite, pelo fato de que possuem mais tempo para navegar na internet.  

Por este motivo, é um benefício no chatbot possui, por ser um canal disponível 24 hora em suas redes sociais, site e whatsapp. Facilitando a comunicação com sua empresa e possível cliente a qualquer hora e em tempo real. 

Além disso, os usuários cada vez mais utilizam assistentes virtuais, de acordo com eMarketer 60,5 milhões de pessoas, residentes nos Estados Unidos, utilizam assistente virtual, como a Siri, Google Assistant e Microsoft Cortana, ao menos uma vez por mês.

Uma previsão do Gartner indica que 85% de todas as relações do cliente com o serviço de atendimento das empresas será realizada via chatbots. Ou seja, o uso de canais virtuais, instantâneo e significativos ficará cada vez mais difundido.

Personalização os diálogos através do marketing conversacional

Ao optar por adequar suas ações juntamente ao marketing conversacional, o empresário faz um estudo onde a agência irá buscar entender e analisar o que seu consumidor procura, quais são suas possíveis dúvidas ao entrar em contato com sua empresa. Neste momento, ela também busca consulta o histórico de atendimentos anteriores. 

Após este levantamento, são desenvolvidas as respostas que seu bot terá, pensando sempre na sua persona, para que o diálogo fique o mais humanizado possível. Afinal, o chatbot irá substituir o que seriam 03 atendentes (manhã, tarde e noite) que deveriam ser contratados para interagir com os usuários e visitantes do seu site, ação essa que seria economicamente inviável. 

Em seguida, fluxos de conversas inteligentes seriam criados para atender aos desejos, demandas ou dúvidas da persona. Por fim, um ou mais chatbots seriam criados para viabilizar o atendimento.

Marketing conversacional na jornada de compra

conversacional

O marketing conversacional também pode ser utilizado na jornada de compra. Nesse caso, o lead precisaria passar por três níveis de interações: 

  1. captura de novos contatos, por meio do diálogo para entender as razões que levaram a pessoa a visitar o seu site ou fanpage; 
  2. qualificar os leads, ensinando mais sobre seus produtos e serviços e esclarecendo possíveis dúvidas que o potencial cliente possa ter; 
  3. engajar um vendedor no diálogo, caso a pessoa demonstre interesse ou solicite informações específicas sobre planos e preços de suas ofertas. 

Logo, com apenas uma interação o cliente seria captado, qualificado e indicado para o time comercial, simplificando a jornada de compra e aumentando as oportunidades de vendas.

Além disso, um chatbot que será seu assistente virtual, estará disponível para conversar com seu cliente durante 24 horas, em diversas plataformas. Algo improvável de acontecer se ele tivesse apenas um 0800 para tirar suas dúvidas e apoiar sua decisão de compra.

Por isso, mesmo que seu cliente tire suas dúvidas, digamos que às 09:00 da manhã e decidir comprar às 23:00 da noite, ainda poderá conversar com seu chat que estará disponível para o auxiliar e guiar por toda sua jornada de compra. 

O marketing conversacional é a solução?

Muitas empresas continuam insistindo nas táticas de prospecção via telefone, conversação baseada em formulários ou até mesmo invasiva utilizando cookies para captação de e-mails, sendo assim a privacidade do consumidor será preservada.

A entrada em vigor do novo Regulamento Geral da Protecção de Dados, na Europa, e do Consumer Privacy Act, no estado norte-americano da Califórnia, veio sublinhar a importância da privacidade e segurança dos consumidores. Neste sentido, a evolução do Marketing Digital passará necessariamente por aqui: as marcas terão de ter mais cuidado com o modo como utilizam as cookies nos seus projetos publicitários, por exemplo,em termos mais técnicos, resultará numa estratégia que privilegia a recolha de dados pelas próprias marcas e que gere com mais cuidado a lista de terceiros com acesso a estas informações.

Marketeer

Contudo, as mudanças no comportamento do consumidor, a necessidade de agilizar os atendimentos, a possibilidade de acelerar a jornada de compra e a capacidade de simplificar as interações entre potenciais clientes, são algumas das vantagens que um chatbot pode proporcionar para sua empresa. 

Se deseja saber mais sobre o marketing conversacional mais a fundo e esclarecer suas possíveis dúvidas, entre em contato conosco através do nosso bot (ícone de mensagem que está no lado direito da sua tela) ou clique no botão abaixo. Ajudaremos a esclarecer quais são os passos para adotar essa metodologia em sua empresa! 


Leia nossos conteúdos anteriores

Para amar as mulheres em março e toda a vida

Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Muito se fala em dia Internacional da Mulher, mas, você conhece a história e a importância desse dia?

O que conhecemos hoje como o “Dia Internacional da Mulher” teve seu start no final do Século XIX nos Estados Unidos e Europa com a intenção de melhorar as condições de vida, direitos, leis e igualdades entre homens e mulheres. Iniciou-se então um ciclo de muitas vitórias ao redor do mundo, o direito ao voto, por exemplo, foi uma delas. Constantemente as mulheres correm atrás de conquistas em algumas batalhas e obter o destaque merecido.

A figura do homem ainda predomina em certos aspectos e são mais valorizados, mas algo importante sobre isso tenho a dizer…a harmonia entre o feminino e o masculino é fundamental para vivermos em uma sociedade melhor e equilibrada, vocês não acham?

As mulheres são imponentes, poderosas e importantes não somente no dia em que são celebradas, mas sempre. Elas foram feitas para serem “amadas em março e toda a vida”.

Neste dia, precisamos ir além da comemoração, precisamos refletir sobre a nossa realidade social, cultural, religiosa, ideológica e acima de tudo, a nossa realidade HUMANA.

Pensando nessa realidade decidimos homenagear as mulheres fazendo referência à algumas da região do Mato Grosso do Sul e apresentá-las a você. Contar um pouco das suas histórias e mostrar que não apenas as “famosas” tem feitos extraordinários.

Mulheres, assim como eu, como você, como elas que se destacaram, cada uma na sua área, no seu jeito de ser, agir e expressar.  

Personalidade: aquilo que diferencia alguém de todos os demais

De acordo com o Dicionário Aurélio personalidade é um substantivo feminino (e não é à-toa) Personalidade; qualidade ou estado de existir como pessoa. As características próprias e particulares que definem moralmente uma pessoa. [Por Extensão] Celebridade; alguém que possui relevância social, cultural, artística, etc. Os traços próprios e distintivos que diferenciam algo ou alguém de outra coisa, ou pessoa. Qualidade essencial de uma pessoa; identidade pessoal, caráter, originalidade.

Então é aí que entram as mulheres, para serem a imagem da personalidade. Porque isso elas têm de sobra. E tem o poder de evidenciar isso perante a sociedade com suas atitudes, seus feitos, seu trabalho, suas obras e a sua grande capacidade de amar.

No Dia Internacional da Mulher, comemorado todos os anos no dia 8 de março, nós aqui da Index DC queremos  celebrar as mulheres e suas diferentes personalidades.

Afinal, está escrito nas estrelas 

E tomando emprestado o trecho da música “Woman” de John Lennon feita especialmente para sua esposa Yoko Ono, iniciamos as apresentações… “Afinal, está escrito nas estrelas” que elas são especiais.  

Comecemos então com Helena Meireles, Helena Pereira Meirelles cresceu rodeada de peões, comitivas e violeiros. Tendo esse contato tão de perto com a música regional encantou-se pelas violas caipiras, porém como se esperava na época a família não permitia que aprendesse a tocar, começa então a sua luta pelo sonho e acabou fazendo por conta própria, às escondidas.

Helena Meireles | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Aos poucos ficou conhecida entre os boiadeiros da região. Foi imposta por seus pais a casar-se aos 17 anos.  Depois disso ganhou as estradas e a música, no entanto, por um longo período não se ouviu mais falar dela e depois de desaparecer por mais de 30 anos, foi encontrada bastante doente por uma irmã, que a levou para São Paulo, onde foi “descoberta pela mídia” a partir de uma matéria na revista norte-americana “Guitar Player”.

Apresentou-se em um teatro pela primeira vez aos 67 anos, e gravou discos em seguida. Foi escolhida em 1993 pela Guitar Player como uma das “100 mais” por sua atuação nas violas de 6, 8, 10 e 12 cordas. Sua música é reconhecida pelas pessoas nativas do Mato Grosso do Sul, como expressão das raízes e da cultura da região.Em 2012, foi incluída na lista dos 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão (Categoria: Raízes Brasileiras) da revista Rolling Stone Brasil. (fonte Wikipédia).

Joana Prado Medeiros é historiadora, possui aperfeiçoamento em Parapsicologia. Tem experiência na área de História. Atuando principalmente nos seguintes temas: Café, Colônia, Colonização, Imigrantes, Migrantes e Política. Sua paixão pelos livros é sempre evidenciada nas suas obras, apaixonada por escrever, tem vários textos de sua autoria onde coloca a sua marca registrada, “o neologismo” que é o emprego de palavras novas, derivadas ou formadas de outras já existentes. Isso traz originalidade aos seus textos, fazendo com que essas palavras os tornem sérios ou leves dependendo do contexto em que são usadas, sem contar nas metáforas que fazem com que a imaginação venha acompanhada de indagação. 

Joana Prado Medeiros | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Civilmente
Visto caminhos e descalço vestígio
Deslindando feixes de luzes aos sabores da minha solteirice!

Joana Prado Medeiros

Autora de artigos como “As mentiras que não são mais contadas no dia 1º de abril” e Lixo ou luxo, o rastro do resto” publicados quando colunista em jornais Locais. 

Pois é, ainda não acabamos, se formos falar de todas as mulheres maravilhosas e talentosas da nossa região faltariam palavras. Mas, continuemos com  Nilzeli Soares da Silva, que foi a primeira mulher da Guarda Municipal de Dourados, entrou para a Guarda em um momento difícil da vida e foi com este trabalho que conseguiu progredir ao lado da família. Era funcionária em uma prefeitura da região, decidiu-se por realizar dois concursos. Passando em ambos escolheu a Guarda Municipal”.

Nilzeli Soares da Silva | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Entre os destaques do trabalho que desempenhou Nilzeli participou do Comcex (Comitê Municipal de Enfrentamento da Violência e de Defesa dos Direitos Sexuais de Crianças e Adolescentes) uma experiência que com certeza levará para a vida toda.

Marcia Medeiros sua área de estudo é a História Cultural, estabelecendo relações entre a literatura e outras áreas do conhecimento como a História e a Saúde.

Marcia Medeiros | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Ela também é a nossa representante das palavras tendo lançado o livro “A Idade Média Narrada por um Vampiro” I e II onde o personagem principal Demétrius, narra sua trajetória e a verdadeira história da Idade Média.

Boa noite caros senhores, boa noite caras senhoras. Permitam-me que eu me apresente. Chamo-me Demétrius e sou tão velho quanto me lembro de ser. Demétrius somente. Esqueci o resto do meu nome nas areias de um tempo muito antigo. Eu vi o Império Romano arrojar-se em sua queda e vi a sua destruição. Vi o grande imperador Carlos Magno tornar-se um senhor coroado por um manto de estrelas. Querem saber mais sobre mim? Ouçam a minha história! Eu irei lhes contar a verdadeira história da Idade Média… Coisas que só um vampiro poderia saber.

Márcia Medeiros
Livros Marcia medeiros | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação
Créditos da imagem: Tomoliterario

Nara Maria Fiel de Quevedo Sgarbi é coordenadora do periódico científico InterLetras, ao seu olhar publicações científicas são um diferencial no currículo. “Ela possui textos publicados e se destaca como pesquisadora, com publicações como “Confinamento e resistência: o desafio da educação escolar indígena” e “Reflexões sobre alfabetização, leitura, escrita e o processo de avaliação”.

Nara Maria Fiel de Quevedo Sgarbi | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação
Créditos da imagem: Unigran

Casilda Martinez, nasceu na região rural do Paraguai, seus pais que sempre trabalharam em fazendas viviam no Brasil especificamente na região do Pantanal, entre Porto Murtinho e Corumbá onde encontram melhores oportunidades de emprego.

Casilda Martinez | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação

Quando criança, Casilda gostava de observar a natureza, cantava, desenhava na terra fato que ela recorda até hoje. Aos três anos enquanto brincava no quintal da fazenda, se assustou com porcos selvagens e entrou em choque, esse fato gerou um trauma que fez com que ela perdesse a fala, os pais sem estudo e sem saber o que fazer, deixaram por isso mesmo, na época o acesso na fazenda era feito por avião ou chalanas.

Livro Índios Surdos: Mapeamento das línguas de sinais do Mato Grosso do Sul | Dia internacional da mulher | Index Design e Comunicação
Porsinal

Em 2012, foi convidada para ilustrar o livro de crianças indígenas surdas, do qual a autora também é surda. Hoje, Casilda mora em Dourados – MS com sua família, possui um ateliê em sua casa com algumas telas disponíveis no site: http://casildaartesplasticas.weebly.com/. Ela se dedica à pintura, costura e outros artesanatos.

Aqui citamos apenas algumas de tantas outras que poderíamos ter mencionado… Enfim, que histórias! Que mulheres! O sucesso é fruto da dedicação, da autoestima e da crença na vida! E é claro, com um sorriso no rosto e muita autoconfiança ninguém segura uma mulher.

Fonte:

https://www.escavador.com

www.douradosnews.com.br

Você conhece a LGPD? Saiba tudo neste artigo!

A nova Lei de Proteção de Dados está em evidência atualmente e todo empreendedor deve estar atendo às mudanças que ela traz com sua vigência em agosto de 2020.

LGPD, você já ouviu falar nesse termo?

Se você possui ou administra uma empresa provavelmente já ouviu falar e, creio eu, que ainda tenha várias dúvidas.

Caso ainda não tenha conhecimento é importante que você dê uma atenção especial a esse tema.

Visto que, não é importante apenas paras as empresas, pessoas físicas também estão inclusas.

Porém, são as empresas que terão que se organizar e se preparar para a vigência da LGPD.

Pensando em te ajudar a compreender melhor estas mudanças, preparamos um conteúdo explicando o que é LGPD, quem vai realizar a fiscalização, quais os personagens que vão ser atingidos por essa Lei e o que pode acontecer se a descumprirmos.

Confira os tópicos abaixo!

O que é LGPD?

A LGPD é a sigla referente a Lei n 13.709/2018 – Lei Geral de Proteção de Dados, que regulamenta o processamento de dados. Ou seja, ela estipula regras sobre a coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de
dados pessoais.

Esses dados são informações referente a pessoa natural, por isso a Lei não
vale para os dados de pessoas jurídicas
. Aliás, é importante dizer que esses dados pessoais podem ser identificados e/ou identificáveis.

Vamos ver um caso prático: você já solicitou para seu cliente alguma informação dele como endereço residencial, nome completo ou o número de CPF para preencher algum cadastro? Esse é um exemplo de coleta de dados pessoais, e essa norma declara como devemos coletar e armazenar as informações, com dados pessoais de outras pessoas.

Quem vai fiscalizar?

A responsável por fiscalizar é a Autoridade Nacional de Proteção de Dados –
ANPD. Esta foi criada por meio da MP 869/18 um órgão administrativo público federal que integra a Presidência da República. É responsável por zelar, implementar e fiscalização.Verificando se as organizações estão tomando todos os cuidados e colocando em prática as regras estabelecidas em Lei.

Uma das competências dessa autoridade é editar normas e procedimentos sobre proteção de dados pessoais; solicitar informações ao controlador e processador, a qualquer momento; e fiscalizar e aplicar sanções.

A ANPD é formada por, Conselho Diretor; Conselho Nacional de Proteção de
Dados Pessoais e da Privacidade; Corregedoria; ouvidoria; órgão de assessoramento jurídico próprio; e unidades administrativas e unidades especializadas.

LGPD

Os 4 diferentes personagens mencionados pela LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados menciona de forma específica quatro personagens que serão atingidos de forma direta, tendo direitos e deveres para serem cumpridos, são eles:

Titular:

É a pessoa natural a quem pertence os dados pessoais. Como o exemplo dados anteriormente, esse titular é o seu cliente que informar os dados pessoais (endereço residencial/CPF) para preencher o cadastro.

Controlador:

A pessoa jurídica ou física que coleta os dados e tomar as decisões em relação a forma e finalidade do processamento, sendo este responsável por definir o tempo que será armazenado essa informação.

Operador:

Pessoa jurídica ou física que realiza o processamento dos dados pessoais, conforme as especificações dadas pelo Controlador.

Encarregado:

É a pessoa a apontada pelo Controlador que atua como intermediário entre o controlador, os titulares e a Autoridade Nacional. Este conduz os funcionários nos procedimentos em relação ao tratamento dos dados.

Qual a penalidade sobre a infração da LGPD?

Essa norma prevê sanções administrativas aplicáveis pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados, em que estão sujeitos os agentes de tratamento (controlador e operador) devido as infrações cometidas, conforme o artigo 52.

Algumas das sanções são:

1) Advertência;
2) Multa simples, de até 2% (dois por cento) do faturamento da pessoa jurídica de direito privado, grupo ou conglomerado do Brasil no seu último exercício, excluído os tributos, limitadas, no total, a R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais) por infração;
3) Multa diária;
4) Publicação da infração após devidamente apurada e confirmada a sua
ocorrência.

LGPD

Conseguiu compreender a importância e relevância que essa normativa possui?

Afinal, faz com que as organizações, adequem seus meios de comunicação, como site, para que seus usuários sintam-se seguros navegando em seu e-commerce ou preenchendo sua landing page.

Mas, como adequar minha empresa conforme essa normativa? Acompanhe as Leis, fique atento às orientações e edições de normas por parte da Autoridade Nacional, e monte sua estratégia pensando na realidade da sua organização.

Se em algum momento se deparar com alguma situação que a Legislação ou autoridade fiscalizadora deixou incerto permitindo dúvidas, lembre-se que a norma é bem parecida com a Lei de Proteção de Dados Pessoais que está em vigência na União Europeia.

Espero que esse conteúdo tenha conseguido te ajudar a ter um bom primeiro contato com essa nova norma que está preocupando muita gente.

E aí o que você está achando dessa mudança? Quais são suas principais dúvidas? Deixe nos comentários.

Leia nosso conteúdo anterior: Você envia mensagens em massa? O WhatsApp pode te processar! Clique no botão abaixo para acessar.

Porque o uso do vídeo no marketing de conteúdo é o futuro?

Neste conteúdo, explicaremos os motivos pelos quais você deve investir mais em vídeo no marketing de conteúdo. Continue a leitura para saber mais.

Especula-se que, até o ano de 2020, cerca de 82% do tráfego on-line será inteiramente dos vídeos. Ou seja: a sua empresa deve ser um verdadeiro camaleão para manter-se relevante em suas estratégias de marketing digital e, para isso, é fundamental fazer uso do vídeo no marketing de conteúdo!

Inclusive, falando em camaleão, sabe quem tinha a mágica tendência de visualizar as tendências antes mesmo de serem consideradas? O próprio camaleão da música: David Bowie!

David Bowei: sorrindo | Vídeo Marketing | Index Design e Comunicação

O artista londrino teve uma promissora carreira com décadas de álbuns e hits de sucesso e também uma metamorfose constante em sua trajetória artística — sinais que se exibiam em suas roupas, maquiagens, performances e, claro, nos vídeos que fizeram tanto sucesso com o público e crítica especializada.

Bowie buscava sempre estar um passo à frente da sua época. Que tal fazer o mesmo com a sua empresa e conferir este artigo que pretende explicar os motivos pelos quais você deveria investir mais em vídeo no marketing de conteúdo? Tenha uma excelente leitura!


Por que usar vídeo no marketing de conteúdo?

Quando já tinha uma carreira consolidada, David Bowie empreendeu nos primórdios da transformação digital que impactava a nossa sociedade a galopes! Ele chegou a ter um provedor de internet, sabia?

É claro que, assim como toda mente visionária, experiências são feitas. E nem todas seguem adiante — é isso que os leva ao próximo patamar inventivo inclusive.

Agora, quando falamos em vídeo no marketing de conteúdo, você pode usar um pouco do que Bowie investiu com paixão e total alinhamento aos seus ideais e ao que o seu público esperava (ou não, surpreendendo-os imensamente), como:

  • Crie a sua autoridade e credibilidade. Os vídeos podem ser facilmente vistos e compartilhados — além de terem uma linguagem objetiva e de rápida absorção. Assim, permitindo um alcance maior para a sua marca;
  • Existe ampla diversidade no uso de vídeo no marketing de conteúdo (veremos mais sobre isso — adiante);
  • Eles contribuem com o aumento das taxas de engajamento tornando-se um referencial e tanto para auxiliar as suas estratégias de SEO e de marketing digital, como um todo;
  • Considerando que mais de 90% dos brasileiros acessam a internet via smartphone convém investir mais em vídeo no marketing de conteúdo, já que é uma mídia responsiva para esses aparelhos.

Quer um bom exemplo de como os vídeos impactam, independentemente da época em que você os produziu? É só dar uma conferida no emocionante videoclipe de Space Oddity:

Também podemos usar como exemplo, o inesquecível Thriller do rei do pop, Michael Jackson e Jailhouse Rock, do rei do rock, Elvis Presley. Confira:

Como usar o vídeo no marketing de conteúdo?

Acima, destacamos a versatilidade do vídeo no marketing de conteúdo — ou mesmo fora dele. É por isso que você deve entender como utilizá-lo a fim de explorar todas as oportunidades que esse elemento multimídia pode fazer pelo crescimento da sua marca e a sua consolidação no seu setor de atuação:

  • Use o vídeo no marketing de conteúdo para criar emoções. Isso afeta a identificação do consumidor com a sua marca, estreita os laços e torna a sua mensagem mais impactante (como um bom videoclipe);
  • Faça uso de referências que ajudem a resgatar o apelo da sua marca com o consumidor. Por exemplo: faça analogias com aquilo que você e eles têm em comum — como o David Bowie, digamos…;
  • Desfrute das melhores qualidades do vídeo no marketing de conteúdo, que é a rapidez e a versatilidade na mensagem transmitida. Lembre-se: bom humor é sempre bem-vindo;
  • Mostre um pouco da empresa, seus bastidores e, até mesmo, o processo de construção da sua “magia”. Ou vai dizer que você também não se anima com os bastidores de gravação de um videoclipe, ou show?
  • Estimule o engajamento. Transforme a sua mensagem em algo que vale a pena ser compartilhado, comentado e que amplie o seu alcance;
  • defenda uma causa! Os grandes artistas assumem os seus posicionamentos. Porque a sua marca, que pretende ser uma grande referência no seu setor, não faria o mesmo?
  • Use e abuse da diversidade de conteúdos. Assim como o blog, você pode usar o vídeo no marketing de conteúdo cheio de elementos, como o texto, as animações, os gráficos e o áudio, entre outros;
  • Conte uma história. Isso importa, e muito. As histórias unem as pessoas, são compartilhadas e vivem no ideário da população. Esse é um dos maiores legados que artistas (e as grandes empresas) deixam.

Viu como há muito a ser feito para colocar em prática a sua produção de vídeo no marketing de conteúdo?

Por onde começar a ter inspiração?

Vale destacar que o vídeo no marketing de conteúdo é tão atemporal quanto Bowie! Isso significa que é importante evitar um produto datado, que vai perder a sua relevância com o passar dos anos.

Quer uma aulinha simples e deliciosa sobre como manter-se imortal — na internet e fora dela? Dê uma conferidinha no último videoclipe de Bowie: Lazarus.

Assim, você vai ter um bom deslumbre do quanto o vídeo é impactante, além de servir como uma importante inspiração para fazer o mesmo pelo seu público-alvo.

Por falar nisso, aproveite para conferir, também, como melhorar essa relação fundamental com o seu consumidor, no artigo aprenda como dar match com o seu cliente!

Leia os conteúdos anteriores:

Vídeo Marketing | Index Design e Comunicação

A publicidade de hoje é o passado de amanhã

Sabemos que a publicidade possui um importante papel no desenvolvimento dos veículos de comunicação, essa que teve início através de jornais, televisão, rádio, revistas e sites, veículos esses que são importantes para a comunicação de qualquer empresa para se relacionarem com os clientes.

A publicidade foi evoluindo durante o tempo e hoje conseguimos observar essa mudança claramente. Isso ocorreu por que de acordo com a evolução da tecnologia, ela foi se transformando e também possui ligação direta com o comportamento do consumidor que cada vez mais vem se transformando.

No cenário digital atual, uma das principais transformações na relação entre marca/público, no que se refere à mídia, é a persistência das mensagens, das histórias, dos conteúdos. Tudo o que uma marca compartilha fica armazenado nos ambientes digitais, disponível para consulta permanente, em um processo de acúmulo constante.

Disponível em: <https://www.martha.com.br/2011-04-04-sua-marca-nao-conseguira-ser-melhor-do-que-o-conteudo-que-elaproduz/>.

Atualmente ela precisa se comunicar diretamente com todos os públicos, esse que antes era um dos problemas para a publicidade, pois em muitos casos acabavam afastando consumidores pela falta de inclusão. Como exemplo, são os comerciais da Skol, que é uma marca de cerveja. Veja o vídeo abaixo: 

Em 2017, eles desenvolveram um comercial que tem como slogan “Redondo é sair do seu passado”, para mostrar aos seus consumidores, como a filosofia da marca mudou e que os estereótipos e preconceitos não os representam mais. Veja o vídeo abaixo. 

publicidade

Com isso, podemos compreender que para que a publicidade se comunicasse com todos os públicos, foram necessárias algumas adaptações, não apenas nos veículos de comunicação e canais, mas também na ideologia da marca.

De acordo com Kotler, 2017 “A inclusão tornou-se a nova tendência”. Por que atualmente, com o marketing 4.0, termo definido pelo mesmo, os consumidores estão cada vez mais exigentes com o conteúdo que as marcas divulgam. Com isso, a peça chave para as marcas se tornou o conteúdo e isso faz com que o consumidor se decida se irá consumir da marca x ou y.

Marketing 4.0 é uma abordagem de marketing que combina interações on-line e off-line entre empresas e clientes, mescla estilo com substância no desenvolvimento das marcas e, finalmente, complementa a conectividade máquina a máquina com o toque pessoa a pessoa para fortalecer o engajamento dos consumidores.

[…] Descreve um aprofundamento e uma ampliação do marketing centrado no ser humano para cobrir cada aspecto da jornada do cliente.

Kotler, 2017

Descobrindo quem é sua persona

Com a evolução da tecnologia e da publicidade como já explicado acima, consumidores cada vez mais buscam empresas que os entendam. Desejam tornar-se amigos das marcas e as empresas que compreendem isso são as que cada vez mais vem se destacando no mercado.

Com isso, as marcas que possuem perfil mais parecido com uma pessoa real nas mídias sociais, que interagem com seus seguidores ou “super fãs”, atraem cada vez mais os consumidores. Ações essas fazem com que os seguidores engajem mais com as publicações da marca, fazendo com que compartilhem. Veja o exemplo: 

A Lu, possui um perfil no twitter e o utiliza para compartilhar conteúdos relevantes como esse. Afinal, quem não tem whatsapp hoje em dia?! 

Um outro exemplo é a Netflix, que faz memes das suas próprias séries, responde seus seguidores, fazendo com que sintam que possuem um relacionamento com a marca.

A partir disso, antes de produzir um conteúdo ou desenvolver uma campanha, se faz necessário descobrir quem é sua persona. 

“Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. A persona guia a criação de conteúdo e de marketing digital.”

Siqueira, 2019.

Persona nada mais é do que  o (comportamento) seu real cliente, e trata-se de um estudo profundo desses principais tópicos:

  1. Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra);
  2. Que tipo de assunto interessa a ele sobre o seu setor?;
  3. Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoal quanto profissionalmente)?;
  4. Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?;
  5. Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?;
  6. Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?;
  7. No caso de produtos B2B, qual é o tipo de empresa que compra a sua solução? E qual o cargo de quem compra?;
  8. Quem influencia suas decisões?.

Quanto mais você souber sobre seu cliente melhor, para que o seu conteúdo chegue para a pessoa certa, e assim você terá mais chances de sucesso com as suas campanhas prospectando mais leads. 

“Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos sua estratégia se perca e você acabe falando português para quem só entende grego ou promovendo cortes de carnes para quem é vegetariano (vegano) ou oferecendo um produto destinado à classe A para a classe C. Os exemplos são muitos!”

Siqueira, 2019. 

Com a persona definida, você conseguirá atender as dores do lead. Assim como as publicidades antigas, que deixam claro que o produto poderia satisfazer a necessidade do seu cliente. Podemos utilizar como exemplo, os comerciais da marca OMO que é uma marca de sabão em pó inglesa. Suas publicidades sempre deixaram claro que se o consumidor precisa de um sabão em pó que remova as manchas da sua roupa, que deixe ela branca, ou que renda “muito mais”, deveria utilizar o sabão em pó OMO. 

Clareza na mensagem em sua publicidade

Imagine que esse conteúdo que você está lendo fosse cheio de enrolação, e não chegasse no objetivo principal que é explicar como as publicidades antigas das marcas pioneiras nos deixam uma lição, afinal se hoje conquistaram nossos lares, não foi atoa. Além disso, se esse conteúdo não fosse relevante para você, provavelmente não estaria lendo esse parágrafo, teria desistido lá na introdução.

Por isso, após ter definido a persona, já teremos todas as informações que importam em mãos, que são quais assuntos interessam a ela e tudo mais. O próximo passo é pôr a mão na massa e desenvolver uma mensagem clara e direta sobre as vantagens do produto ou serviço. Essa é uma das características dos comerciais antigos que devemos trazer para nossas estratégias. 

Afinal, nada é mais tedioso para um lead que um vendedor que fala de tudo, menos da dor que ele traz no momento, fazendo com que ele rapidamente desista da compra. 

Além da objetividade, outra lição das publicidades antigas é a linguagem fácil. Essas publicidades eram plenamente compreendidas por pessoas de todos os níveis sociais e possuíam grande alcance graças à simplicidade. O marketing atual precisa recuperar um pouco dessa simplicidade nas suas estratégias, tornando-as facilmente compreensíveis por uma maior quantidade de pessoas. 

Como exemplo, podemos utilizar as publicidades da coca. A linguagem é clara e objetiva e até as crianças conseguem as compreender. Veja os exemplos abaixo: 

Por isso, com o marketing digital, conseguimos criar campanhas que atinjam um público cada vez maior, sem as restrições do espaço físico. Aqui na agência, utilizamos estratégias de Inbound Marketing, que consistem em nutrir as personas com conteúdo relevante e manter um relacionamento personalizado de acordo com assuntos que interessam a persona. Mas como fazemos isso?

Com o Inbound, conseguimos enviar e-mails personalizados para cada tipo de persona. Por exemplo, a Netflix possui vários tipos de consumidores, mas vamos focar em 02:  

  • Adolescentes/Universitários: com o e-mail marketing, é possível enviar e-mails personalizados sobre filmes e séries de lançamentos que realmente interessam a esse público, com uma linguagem simples e direta. Um exemplo de série que os adolescentes e universitários gostaram muito e que repercutiu na internet é Elite. Veja o trailer abaixo: 
  • Diferente dos adultos, que provavelmente não vão se interessar pelo mesmo conteúdo que adolescentes e universitários, assim o e-mail para essa persona seria personalizado de acordo com seus gostos e a linguagem deve ser mais rebuscada. Um exemplo de série que os adultos se interessam é Lista Negra. Veja o trailer abaixo:

Compreendeu como é importante entender a persona? Descubra qual é a sua persona com pessoas que realmente entendem do assunto! Não perca tempo, pois como diz Alexandre Suguimoto, presidente da ABRADi-SP (Associação Paulista dos Agentes Digitais) “No futuro, não haverá mais relacionamento B2B ou B2C, mas sim P2P (pessoa para pessoa).”

Clique no botão abaixo para decolar suas vendas! 

Faça novos negócios hoje mesmo.

Esse é o momento de expandir o seu negócio com o Marketing Digital. Agende uma conversa com um de nossos especialistas.

Agende uma conversa  ›

Leia os conteúdos anteriores:

Referências:
https://resultadosdigitais.com.br/blog/persona-o-que-e/

Senta que lá vem a história: a importância do storytelling para engajar

Já reparou o quanto somos cercados por histórias? Quando nos reunimos com os amigos ou familiares, contamos histórias do passado. Até quando vamos usar o twitter contamos histórias, mesmo sendo em apenas 280 caracteres. Para entender como sua empresa pode utilizar a técnica de contar histórias para engajar seus clientes, continue a leitura!

O que é o storytelling?

É através de histórias que nos relacionamos, nos comunicamos, aprendemos e evoluímos. Vivemos o tempo todo em uma tempestade de histórias. Com isso, a indústria criativa percebeu que poderia utilizar a narrativa na publicidade, nasce então o Storytelling. 

O Storytelling, trata-se de uma técnica de contar histórias de maneira relevante, onde os recursos audiovisuais são utilizados com as palavras, tem por característica, ser persuasivo, em vez de invasivo. É uma ótima ferramenta para compartilhar ideias e conectar-se ao consumidor através de uma narrativa. 

As histórias são contadas através de diferentes mídias, como os blogs, redes sociais, rádio mas, a televisão continua sendo a pioneira em contar histórias, sendo uma excelente maneira de chamar atenção das pessoas. 

Conclui-se que contar histórias, faz parte da nossa essência pois, desde os tempos das cavernas contávamos histórias através dos Hieróglifos e Cuneiforme. Assim como no filme “A Múmia”, todas as escritas no corpo da personagem, fazem jus às maldições que ela possui, sendo assim, contam sua história. 

Em 1127, um grupo de cavaleiros cruzados ingleses capturam um grande rubi egípcio e o enterram em uma tumba.

Em Londres atual, uma equipe de construtores da Crossrail descobriram a tumba cruzada e um misterioso homem é autorizado a investigar os achados no local. Os hieróglifos em torno da tumba, que datam do Império Novo, recontam a história da implacável Princesa Ahmanet: A primeira na linha de sucessão de seu pai, o Faraó Menehptre, a princesa foi desbancada pelo nascimento de um novo filho. Determinada a lutar pelo trono, Ahmanet vende sua alma ao deus Seti, que lhe dá uma adaga especial para transferir seu espírito para uma forma corpórea. Após assassinar sua família, Ahmanet tenta sacrificar seu amor e trazer o deus Set à vida. Mas, os sacerdotes antigos impedem o ritual e mumificam Ahmanet. A princesa é sentenciada a ser enterrada viva por toda a eternidade em um sarcófago coberto por mercúrio para impedir sua fuga.

Disponivel em <https://pt.wikipedia.org/wiki/A_M%C3%BAmia_(2017)>. 

Nós amamos histórias, por isso, a técnica do Storytelling funciona tão bem e permite que nossos objetivos sejam atingidos através de conteúdo de qualidade, garantirão que o consumidor seja impactado através da história.

Como contar histórias que encantam?

Quando assistimos um filme ou um comercial, que possui um bom storytelling, o inconsciente do nosso cérebro processa toda a narrativa, por exemplo –  quando se trata de um filme de terror, nosso cérebro processa como se fosse tudo real. Tanto que ficamos assustados após assistir o filme, mais atentos pois, nosso cérebro deixa de agir como um telespectador e se torna um participante do enredo, vivenciando a história.

A neurociência explica que acabamos criando uma conexão empática com os personagens da história. Assim como no filme “O Chamado”, desenvolvemos uma ligação com os protagonistas, sentimos tudo o que eles sentem, de acordo com os seus comportamentos. 

Nossas sensações auditivas, visuais, motoras e somatossensoriais são estimuladas e somos transportados para o mundo da história, tornando-a muito realista. Por isso, as histórias podem nos levar a agir, pois criamos uma relação emocional entre a história e marca. 

Portanto, a história deve ser interessante, para despertar o engajamento do consumidor na hora certa, veja os tópicos a seguir para se inspirar e contar histórias que irão encantar seu consumidor. 

  1. Esclareça aos seus clientes: crie materiais educativos que mostrem como o seu produto pode ser utilizado e os benefícios. 
  2. Conte histórias de clientes: esses são os cases de sucesso, se trata de como os seus clientes conseguiram solucionar seus problemas com o seu produto/serviços. 
  3. Compartilhe histórias pessoais da marca: como chegou até aqui, contando a sua história. Isso serve como inspiração e mostrará aos consumidores toda a dedicação e amor que possui por sua marca.
  4. Sirva de inspiração: relacionado com o tópico anterior, além de contar sua história, conta como superou todos os obstáculos e mostre que seu público também pode conquistar o que quiserem. Isso irá inspirar a agir. 
  5. Fale de tendências: conte histórias relevantes, que ligue sua marca aos acontecimentos do momento. Isso irá cativar a atenção dos consumidores e gera engajamento. Assim como o clássico do filme da ficção científica Alien, O Oitavo Passageiro, o ano em que foi lançado (1979) foi o período em que se acreditava que existiam alienígenas. O filme foi aclamado pela crítica e foi um sucesso de bilheteria, recebendo o Oscar de melhores efeitos visuais. Eles tiveram tanto sucesso com o público, que seguiram construindo uma quadrilogia da saga e ainda fez parte de outro filme Alien vs. Predador. 

Como utilizar o storytelling para engajar?

Por exemplo, ao assistirmos um filme de terror, quando estamos envolvidos com a narrativa, tendemos a encaixá-la dentro da nossa experiência. Sabemos que muitas pessoas têm  medo de palhaços, com o lançamento do Filme “It, a coisa” até aquelas que não tinham, saíram do cinema com medo, achando que eles são seres amaldiçoados.  

Já pensou, você andando pelo centro da cidade, e na volta para casa, encontrar um palhaço fantasiado de Pennywise no ponto de ônibus, o que você faria? Foi isso que aconteceu em Monte Carlos, região norte de Minas Gerais. Rodrigo, foi assistir o filme “It A Coisa 2” vestido de cosplay, na volta para casa, resolveu ir de transporte público, ainda fantasiado de Pennywise, o palhaço do filme. Veja o relato de sua história, que viralizou nas redes sociais.  

Querido Diário.Ontem a noite fui assistir "It A Coisa 2" vestido de cosplay, até aí tudo bem, o problema é que quando o…

Publicado por Diários de um Rodrigo em Sábado, 7 de setembro de 2019

Quem tinha medo de palhaço, após ver o “It de Monte Carlos”, com certeza não se recuperou, pois a história e o momento que o medo de palhaços nasceu, veio à tona após vê-lo. Isso ocorre, pois as experiências que temos, as histórias que ouvimos, são facilmente armazenadas no cérebro.

história

Portanto, quando utilizamos a técnica do Storytelling, o objetivo é fazer com que o consumidor engaje com sua história, associando a suas próprias experiências. Como o comercial “Meu primeiro sutiã”, todas as meninas passaram por isso, quando veem ele, lembram-se no mesmo instante do ocorrido em sua infância. 


Mude o cenário de terror da sua empresa!👻


Se deseja que sua empresa seja um sucesso, você deve clicar no botão abaixo para falar com um de nossos especialistas ou a COISA vai pegar!

Decolar minhas vendas ›

Gostou do nosso conteúdo? Faça um comentário e compartilhe nas redes sociais! 

história

Leia os últimos conteúdos: 

Você envia mensagens em massa? O WhatsApp pode te processar!

Você utiliza o WhatsApp para que? Conversar com os amigos, familiares, divulgar seus produtos, vender…?  Se você o-utiliza para divulgar mensagens em massa, ele pode te processar! Mas por que ele pretende fazer isso?! Continue a leitura e saiba o motivo. 

whatsapp
Disponível em: whatgifs.com

Para sua segurança

Cada vez mais utilizamos o WhatsApp e os grupos para nos conectarmos com família, amigos, etc. Ele se tornou um aplicativo que faz parte da nossa rotina, pois cada vez mais queremos estar conectados, não apenas para entretenimento, mas também para realizar conversas importantes. É onde foi desenvolvido e lançado o aplicativo WhatsApp Business, em janeiro de 2018. Hoje são mais de 05 milhões de empresas que utilizam o app para ampliar seus negócios e atender seus clientes. 

Pensando na segurança de seus usuários, em janeiro, deste ano, após uma atualização, ele limitou o compartilhamento de mensagens apenas a 05 destinatários por vez, ação que já foi desenvolvida para diminuição da disseminação de mensagens, pois como disse acima, todos utilizamos o WhatsApp, e a plataforma sendo utilizada para golpes, pode ser bastante eficiente, pois acaba atingindo muitos inocentes.

Por isso, torna-se tão importante a questão de assegurar se os usuários estão seguros dentro do aplicativo, pois imagine: você tem uma loja a anos, e possui muitos clientes fidelizados, em um certo dia, um cliente ao visitar sua loja, ele é assaltado. Com certeza, você iria se  preocupar muito, não apenas com seu cliente que foi alvo de um assalto, mas também com a segurança da sua loja, dos seus vendedores e novos clientes. 

Portanto, ainda preocupado, com a privacidade de seus usuários, em Abril deste ano (2019), desenvolveu uma nova privacidade para grupos. Onde os usuários podem configurar, se desejam ser adicionados em grupos e quem pode te adicionar. O usuário pode escolher entre as seguintes opções:

  1. Ninguém (isso impede que qualquer pessoa te adicione a um grupo sem um convite);
  2. Meus contatos (somente seus contatos podem adicionar você a um grupo sem um convite);
  3. Qualquer pessoa (qualquer pessoa pode adicionar você a um grupo sem um convite).

Nesses casos (1 e 2), será solicitado que a pessoa que convidar você a um grupo envie um convite privado em uma conversa privada, dando a você a escolha de participar de um grupo. Você terá três dias para aceitar o convite antes que ele expire.

Disponível em: <https://blog.whatsapp.com/10000661/Novas-configura%C3%A7%C3%B5es-de-privacidade-para-grupos>. Acesso em: 02/10/2019.

Imagine se as empresas de cobranças pudessem utilizar o aplicativo para te enviar mensagens? Isso seria bem desagradável, e poderia levá-lo a parar de utilizar o aplicativo. Portanto, em análise aos acontecimentos que vem acontecendo com os usuários, como o grande recebimento de fake news, ou sendo alvo de golpes. Em 07 de Dezembro este ano (2019), ele tomará medidas legais contra os usuários que realizarem compartilhamento de mensagens em massa ou uso comercial indevido da plataforma, visto que o app se tornou muito útil para divulgação de fake news, golpes, etc. 

Ele irá começar a processar usuários que façam envio de mensagens em massa ou com práticas que violem seus termos de uso, pois ao analisar os usuários da plataforma, eles identificaram e bloquearam milhares de contas abusivas operando em seus serviços. De acordo com a pronúncia do WhatsApp, em seu FAQ “Algumas empresas tentam evitar nossos sistemas de aprendizado de máquina”, método usado pelo app para identificar usos irregulares. Mesmo assim, “milhares de contas abusivas” já foram banidas do serviço”.

O WhatsApp é um programa de mensagens privadas originalmente criado para ajudar as pessoas a entrarem em contato com seus amigos e ente queridos. Ao longo do tempo, observamos o quanto as pessoas amam enviar mensagens a empresas, então criamos duas ferramentas: o aplicativo WhatsApp Business e a WhatsApp Business API, para ajudar empresas a administrarem suas relações com consumidores. Nossos produtos não foram projetados para enviar mensagens automáticas ou em massa – atitudes que violam os Termos de serviço […]

Este é um desafio que requer uma abordagem holística. O WhatsApp está comprometido a utilizar todos os recursos à disposição dele, incluindo processar, se necessário for, para evitar abusos contra nossos Termos de serviço, como o envio de mensagens em massa ou utilização comercial. É por isso que, além das iniciativas tecnológicas, utilizamos uma abordagem jurídica contra indivíduos ou empresas que ligamos a evidências dentro da plataforma WhatsApp de abusos contra ela. O WhatsApp se reserva ao direito de continuar a tomar as medidas jurídicas cabíveis nestes casos.

Disponível em: <https://faq.whatsapp.com/pt_br/android/26000259/>. Acesso em: 02/10/2019.
whatsapp
Disponível em: Giphy.com

Mas e agora, como vou vender com meu WhatsAp?

Você utiliza o whatsapp para fins comerciais, e estava todo desesperado sem saber como poderá usar a plataforma? Fica calmo que podemos te ajudar!

Existe uma outra alternativa para os utilizadores do WhatsApp e ela se chama Zenvia. Eles desenvolveram um produto que se chama ZenAPI, provedora oficial do WhatsApp e é o caminho ideal para se manter dentro dos termos de serviço da plataforma. 

Como funciona? 

Sem dúvidas, essa é a solução mais avançada para marcas de pequeno, médio e grande porte após 07 de Dezembro. Com ele, você poderá continuar a enviar mensagens em massa e além disso, diferente do WhatsApp Business, com o WhatsApp Business API, você pode ter múltiplos atendentes, criar chatbots, isto é, automatizar mensagens, e tudo isso aprovado pela WhatsApp Inc

Com essa nova tecnologia, empresas de todos os tamanhos, podem continuar a desenvolver relacionamento com seus clientes, realizando comunicações eficientes, escaláveis e automatizadas, em um único “app utilizado por 9 em cada 10 brasileiros”. 

É fato que mesmo após as ações que o WhatsApp irá tomar em Dezembro, ele continuará sendo um aplicativo indispensável na estratégia de comunicação de qualquer empresa. Em uma pesquisa o Gartner Institute prevê que até 2020, “85% das interações dos clientes serão conduzidas por mecanismo automático de atendimento”.

Se deseja continuar utilizando seu WhatsApp para fins comerciais, entre em contato conosco. Somos uma agência parceira do Zenvia e poderemos te ajudar a não realizar atitudes que violem os Termos de serviço do App. Diferente disso, poderá contar com um serviço especializado, com uma tecnologia eficiente que irá ajudar você e sua equipe a alcançar novos clientes e se conectar a eles. 

Utilize a ZenAPI na sua empresa.


Comunique-se em larga escala e automatize conversas no WhatsApp. Simples, rápido e eficiente. Fale com um de nossos especialistas.

Quero utilizar a ZenAPI ›


Leia os últimos conteúdos:


Referências: 

https://faq.whatsapp.com/pt_br/android/26000259/
https://www.zenvia.com/blog/chatbot-para-whatsapp-conheca-os-seus-beneficios
https://www.b9.com.br/109680/whatsapp-vai-processar-usuarios-que-enviam-mensagens-em-massa/
https://gifer.com/
https://giphy.com/

Google: o mais procurado e sabe-tudo da internet

Nesta sexta-feira (27), o Google comemora seus 21 anos. Exibindo um Doodle em sua página inicial para celebrar seu aniversário de fundação do Google. De acordo com o site Search Engine Land, o buscador processa em média mais de 63 mil buscas por segundo. 

google

Portanto, cada vez que fazemos uma busca no Google, mais ele descobre sobre nossas preferências, hábitos, o que desejamos ver e adquirir. Mas pouco se sabe sobre ele. Por isso, hoje iremos mostrar algumas curiosidades.  

O que é o Google?

A empresa foi fundada por Larry Page e Sergey Brin, muitas vezes apelidados de “Google Guys”. De acordo com o Wikipédia, foi fundada como uma empresa privada em 4 de setembro de 1998 e sua oferta pública inicial foi realizada em 19 de agosto de 2004. 

A missão declarada da empresa desde o início foi “organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil” e seu slogan não oficial era “Não seja mal”. Em outubro de 2015, o lema foi substituído no código de conduta corporativo da Alphabet pela frase “Faça a coisa certa”. Em 2006, a empresa mudou-se para sua atual sede, em Mountain View, Condado de Santa Clara no estado da Califórnia. O Google é executado através de mais de um milhão de servidores em data centers ao redor do mundo e processa mais de cinco bilhões de solicitações de pesquisa e vinte petabytes de dados gerados por usuários todos os dias.

Disponível em <https://pt.wikipedia.org/wiki/Google>

Em todo o processo de tornar-se o principal buscador do planeta, o objetivo foi consolidado. Além disso, também se tornou uma grande plataforma de anúncios, um modelo de negócios e um coletor de informações pessoais.

Por que “Google”?

A história desse mecanismo de busca surgiu nos anos 90. Quando dois estudantes de pós-graduação Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin, que eram fascinados por padrões da internet, decidiram unir seus conhecimentos em matemática e programação para criar um mecanismo de busca para internet, hoje conhecido como Google. 

Em 1996, criaram um mecanismo de busca chamado BackRub, traduzido para o português se chama “Massagem nas Costas”.  Esse nome, era uma referência aos backlinks, cujo se trata de um sistema de encontrar e rankear páginas com base nos links de outros sites. 

Entretanto, eles perceberam que esse nome não soava tão bem para um mecanismo de busca. Após isso, eles procuraram renomear o BackRub, e é onde surge o nome mais famoso da internet, com uma história cômica. 

Existe uma expressão que representa o número 1 seguido de 100 zeros, que é googol. Essa expressão foi criada pelo sobrinho de um matemático famoso, Edward Kasner. Certo dia ele pediu ao seu sobrinho Milton Sirotta, dizer uma palavra que representasse o maior número que podia imaginar. O garoto, meio sem saber o que fazer, disse: “googol”.

Disponível em: Damninteresting

Em uma reunião, a partir de um brainstorm, os criadores do BackRub Larry Page e Sergey Brin, iam receber um cheque no valor de  100 mil dólares de um investidor, a fim de alavancar os negócios e tornar o Google realidade. Mas eles ainda não haviam definido o nome para preencher o cheque, foi quando realizaram um brainstorm. E o “Googol” surgiu, e imediatamente soou como uma boa ideia. Afinal, o mecanismo que eles haviam criado tentava fazer exatamente isso. Indexar um número inimaginável de páginas.

Tudo aconteceu com um erro de digitação, ao preencher o cheque, eles acreditavam que a palavra Googol, era escrita como Google, e foi assim que nasceu o nome mais conhecido da internet. Após isso, os sócios descobriram que se tratava de um erro gramatical, mas isso ajudou o Google se tornar único e original. 

Essa história é cômica e inacreditável, por isso, assista o vídeo abaixo da história do Google. Não esqueça de clicar no ícone ao lado da engrenagem, para ativar as legendas. 

Google sabe-tudo

É fato que nós utilizamos o Google para fazer apenas pesquisas, mas você sabia que você pode descobrir alguns segredos sobre esse sabe-tudo? 

O Google possui vários easter eggs, ou seja, “pegadinhas virtuais”, escondidas em suas “camadas”. Essas ações garantem o engajamento com os usuários ao pesquisar coisas em seu mecanismo de busca. Para encontrá-los basta digitar as palavras-chave, que ele acabará revelando a você. Conheça alguns deles a seguir e divirta-se!

Friends

No dia 22 de Setembro, a Série Friends fez aniversário, neste ano de 2019, o Google decidiu celebrar a data, por isso incluiu algumas surpresas em seu buscador para agradar a legião de fãs da comédia. 

Ao digitar o nome dos personagens em seu navegador. Em cada personagem aparece um easter egg, de acordo com a personalidade dele.

friends
friends

Gravidade

Se você fizer uma pesquisa pelas palavras “Google Gravity” e clicar em “estou com sorte” você terá uma grande surpresa! Onde todos os elementos da página começarão a ser puxados para baixo e cair, já que a gravidade age sobre tudo.

O Mágico de Oz

O clássico filme Mágico de Oz, que completou 80 anos, também ganhou destaque no mecanismo de pesquisa. Ao digitar “O Mágico de Oz”, aparece um easter egg muito interessante a respeito do filme. 

Video-games

O Google também desenvolveu jogos, ao digitar: Google Pacman, você poderá se divertir  com o clássico dos jogos; ou digitar Snake, poderá tentar jogar o jogo da cobra. 

pac man - google
jogo da cobra - google

Também existem outros easter eggs, ao digitar: askew, cara ou coroa, calculadora, metrônomo, exercício de respiração, entre outros.

Deseja saber mais sobre o funcionamento do algoritmo do Google? Clique no botão!

Gostou do conteúdo? Deixe nos comentários!


Fontes:
Terra
Wikipédia
Segredosdomundo

Imagens:
Giphy
Damninteresting
Google

A sua empresa convence com neuromarketing?

Ouça nossa playlist enquanto lê nosso conteúdo! 🎧

Você já passou por isso pelo menos uma vez na vida… foi numa loja, solicitou algum produto e a vendedora disse que aquela peça era sua cara, e mesmo que você não tenha gostado, você leva ao provador para não chateá-la. Muitas vezes ocultamos a nossa verdadeira opinião para não magoar ninguém. 

Nos negócios não é diferente, em formulários de satisfação e pesquisas, nem sempre eles conseguem identificar as verdadeiras opiniões dos consumidores. Na prática, isso significa que o nosso processo de tomada de decisão não é tão racional quanto costumamos imaginar.

Por isso, cada vez mais precisamos entender melhor o que influencia e move as decisões do consumidor, é onde surge o Neuromarketing. Nele estudamos o comportamento humano através do processamento de informações pelo cérebro. Ele também explica o motivo de diversas decisões que tomamos, principalmente na hora da compra.

O neuromarketing faz toda diferença na estratégia de campanhas para uma empresa. Isso porque nos ajuda a compreender alguns pontos. Continue a leitura que iremos explicar quais são! 

Disponível em: giphy

Você sabia que tem 03 cérebros? 

O processo de tomada de decisões, não acontece de forma tão racional quanto imaginamos, esse processo inicia-se no inconsciente, quando determinamos alguns estímulos específicos, eles agem de formas específicas no cérebro.

O cérebro pode ser dividido em 03 partes: 

Cérebro Reptiliano: controla tudo aquilo que é responsável pela nossa sobrevivência (necessidades fisiológicas), como respiração e batimentos cardíacos. Ele é ativado por emoções primitivas como medo, fome e raiva. 

Cérebro Límbico: processa emoções mais complexas, é responsável por armazenar dados. Ele é ativado por sensações envolvendo os 5 sentidos, esses são: a visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato.

Neocórtex: essa é a parte que acreditamos utilizar nas tomadas de decisão já que é a parte que controla o raciocínio e o nosso lado social.

O marketing, com base nessas informações que são desenvolvidas a partir do estudo do neuromarketing, criam ações específicas para que alguma, dessas 03 partes do cérebro sejam ativadas, de acordo com o objetivo da campanha. Onde a partir disso, o consumidor será influenciado nas suas tomadas decisões para a compra de diferentes produtos. 

Portanto, cada parte do nosso cérebro é ativado com determinados estímulos, esses são: 

Cor

Você sabia que cada uma das cores afetam as nossas emoções de uma maneira completamente diferente? Se eu te perguntar, qual a majoritária cor que as empresas do ramo alimentício sempre utilizam, você provavelmente acertaria de primeira!

A escolha da cor vermelha, não foi decidida através de achismo. Isso aconteceu por que através do estudo do neuromarketing, foi descoberto que o vermelho pode evocar tanto raiva e perigo, quanto paixão, apetite e acolhimento. Além disso, o segredo da tendência para consumir determinados produtos está mais ligado ao cérebro do que o estômago. 

Sendo assim, um dos grandes aliados de estratégias de marketing, é o estudo do neuromarketing. Porque escolher as cores que vão compor a paleta da campanha é uma tarefa que pode trazer um alto risco para o resultado da campanha, quanto pode ser um sucesso, isso ocorre por que cada cor está ligada a uma emoção, sendo assim influencia diretamente como o consumidor irá se sentir. 

Fonte

Será que a escolha da fonte utilizada em posts nas mídias sociais, anúncios em mídia paga ou sites influenciam na compra? A resposta é sim! O estudo de neuromarketing, também comprovou que fontes mais simples, cujo estilo tipográfico é chamado de “sem serifa” (são conjuntos de famílias tipográficas iguais essa do texto), são bastante utilizadas em jornal, redes sociais e conteúdos no blog, como esse, pois, facilitam a leitura e compreensão da mensagem. 

Sendo assim, elas funcionam melhor quando é necessário convencer alguém a tomar uma ação, como comprar. E utilizando uma combinação de cores, fontes, tamanhos de texto e outras informações, é possível elaborar um site mais atrativo e aceitável para os consumidores.

Disponível em: giphy

Texto X imagem 

Quando vamos ao mercado, vemos produtos de diversas cores e texturas. Entretanto, quando vamos à sessão dos matinais e vemos embalagens de cafés parecidas, é bem provável que iremos olhar primeiro para o pacote mais diferente da prateleira.

Isso corre por que o cérebro se apega a cores, sons, texturas, cheiros, enfim, tudo que gere de alguma forma sentimentos e emoções. Por isso, conteúdos visuais são os preferidos da maioria das pessoas e, sem dúvida, isso se deve ao fato de compreendermos com muito mais facilidade imagem do que palavras.

Como o cérebro toma as suas decisões de forma inconsciente, estimular esses sentidos faz toda a diferença na hora do seu consumidor definir a sua compra.

Disponível em: giphy

Você já tomou decisões no piloto automático? 

Quando entramos em um ecommerce à procura de um produto, como uma blusinha… em meio à tantas escolhas, acabamos decidindo o que comprar no “piloto automático”, um outro exemplo é quando subimos as escadas conversando e quando percebemos já chegamos, sem ao menos perceber como demos todos os passos. Essas ações acabam se tornando automáticas e inconscientes

Para convencer o cliente, utilizam-se gatilhos mentais, estes influenciam nas decisões que o nosso cérebro toma “no piloto automático”. Por isso, em anúncios é importante colocar as palavras certas para garantir a persuasão. As principais palavras que chamam o cliente para o produto são:

  • • Gratuito (quem resiste a essa palavra?);
  • • Limitado (não posso ficar sem isso!); 
  • • Você (fala direto com o cliente);
  • • Fácil (alerta de descomplicação);
  • • Encerrando (faz com que o cliente pense na urgência);
  • • Não perca (o medo de perder a oferta impulsiona a venda).

Essas palavras garantem a persuasão, pois, ninguém gosta de perder, ainda mais num momento como esse: Você está pensando em fazer um curso, ao ver um post nas redes sociais da instituição que está oferecendo o curso dizendo “Últimas vagas para o curso x”. Nesse momento um processo de decisão será iniciado, porém, será tomado primeiro no inconsciente e só depois vêm à consciência, normalmente acompanhada de uma argumentação racional. 

Isso quer dizer que, para toda e qualquer decisão que for tomar, é dividida em 03 partes: 

  • • Seu cérebro decide o que você vai fazer;
  • • Essa decisão aparece na sua consciência, o que transmite a sensação de que você está tomando a decisão de forma racional;
  • • Você age de acordo com a decisão tomada. 

Isso ocorre por que os gatilhos mentais ultrapassam a barreira do neocórtex e vão direto para o sistema límbico, engajando as pessoas e dando a motivação necessária para a ação. Por isso que o gatilho mental da escassez funciona tão bem, pois, através do neuromarketing descobrimos que a grande maioria das pessoas prefere não perder essa quantia a ganhar, mostrando uma clara aversão à perda.

Gostou do nosso conteúdo sobre neuromarketing? Deixe nos comentários.

Fonte das imagens: https://giphy.com/

Leia os conteúdos anteriores:

O que Charlie e as Panteras têm a ver com Marketing de Conteúdo?

“Anjos são como diamantes. Eles não podem ser feitos, você tem que encontrá-los. Cada um é único.” Essa frase da agente Kelly Garret, interpretada pela atriz Jaclyn Smith, na série Charlie e as Panteras, poderiam se referir aos nossos potencias clientes, e o Marketing de Conteúdo sem dúvidas seria a ferramenta perfeita para encontrar aqueles diamantes.

Ouça nossa playlist enquanto lê nosso conteúdo! 🎧

Mas, então, Marketing de Conteúdo e Marketing Digital não são o mesmo? Não atraem as mesmas pessoas?

Para responder essas perguntas e explicar isto da melhor forma, podemos dizer que esses conceitos estão relacionados entre eles da mesma forma que o Charlie com as Panteras, aquela série norte-americana muito popular nos anos 70 e 80, que depois virou um filme de sucesso.

Continue lendo e descubra como!  

A missão de Charlie no Marketing Digital

“Era uma vez três garotinhas muito diferentes que cresceram para serem três mulheres muito diferentes, com três coisas em comum: elas são brilhantes, são bonitas e trabalham para mim. Meu nome é Charlie.”

O Charlie era um misterioso chefe de uma agência de detetives. Três das suas melhores e mais belas agentes eram as Panteras. Elas recebiam ordens e cumpriam suas missões. Pois bem, no nosso exemplo, o Charlie seria o Marketing Digital, ou seja, o conjunto de ações de comunicação para atrair e conquistar clientes por meio de canais eletrônicos, móveis e digitais.

Mas, assim como ele é o dono da agência de detetives e conta com as habilidades de várias agentes especializadas (“três mulheres muito diferentes”), há diferentes recursos dentro do Marketing Digital que podemos usar dependendo da necessidade e da estratégia. Como já disse a agente Dylan Sanders, interpretada por Drew Barrymore nos filmes: “Atrás de todo homem perfeito existe uma mulher perfeita”.

Mas então, quando é bom utilizar o Marketing de Conteúdo

Na hora da agente Natalie Cook, interpretada por Cameron Diaz, confrontar a vilã Madison Lee, que não é outra que a Demi Moore, ela fala “Eu tenho algo que você nunca terá…amigos”.

O Marketing de Conteúdo é fundamental por causa de que a abordagem com os clientes atualmente é mais humana. As pessoas se formam e informam por meio da internet, conhecem bem os produtos e serviços e se relacionam com as marcas pelas redes sociais. Portanto, é preciso interagir de outra forma com o público, isto é, fazer amigos!

Marketing de conteúdo: é quando as Panteras entram em cena!

-Bom dia, Panteras.

-Bom dia, Charlie!

-Nossa missão de hoje é atrair clientes e que nossa marca seja referência no mercado.

Para isso, Charlie dispõe de vários agentes, ou seja, recursos de marketing para utilizar dependendo da estratégia, que podem ser o SEO, SEM, e-mail marketing, impulsionamentos nas redes sociais, etc.

Mas, para essa missão, ele vai chamar especificamente as Panteras, que são o Marketing de Conteúdo. Esse recurso consiste na atração de clientes potenciais mediante conteúdo relevante e que, principalmente, gere valor. Isso aqui é o coração dessa estratégia.

Outros recursos de Marketing Digital podem atrair clientes? Sim, com certeza. Mas nem todos tem o poder de engajamento do Marketing de Conteúdo.

Aprofundando mais no exemplo, as Panteras só existem e agem por causa do Charlie, mas ele não teria sucesso nas suas missões senão fosse pela ajuda das suas agentes. Isto é, o Marketing de Conteúdo, além de outros recursos de marketing.  

Imagine que você tem um problema e vai na procura de uma solução. Imediatamente pega seu celular e pesquisa como resolver isso, como tirar essa dúvida. Talvez você não pensa logo de cara num produto ou serviço, mas sim em como resolver esse problema.

Na sua busca, você encontra um site que parece que está lendo sua mente, e explica em detalhes e com profissionalismo como superar sua dificuldade. E tem mais: esse site disponibiliza gratuitamente um conteúdo mais aprofundado simplesmente se você colocar seu nome e e-mail. 

Estamos presenciando o milagre do Marketing de Conteúdo. As Panteras entraram em ação. Missão cumprida!

Quer saber mais sobre as novas tendências de Marketing Digital e como aproveitar a internet para alavancar suas vendas? Clique no botão abaixo.

Faça novos negócios hoje mesmo.

Esse é o momento de expandir o seu negócio com o Marketing Digital. Agende uma conversa com um de nossos especialistas.

Agende uma conversa  ›

Fonte das imagens:
pinterest.com
meupapeldeparedegratis.net

Descubra como o Inbound Marketing pode atuar como o professor Xavier dos seus novos clientes

Ouça nossa playlist enquanto lê nosso conteúdo! 🎧

É inegável que muitos empreendedores responderiam “telepatia” se questionados sobre o tipo de poder que gostariam de ter para se relacionarem com os consumidores. Bem no estilo professor Xavier, para descobrir os objetivos e as dificuldades que essas pessoas enfrentam, para solucioná-las prontamente.

Acontece que não é necessário modificar nenhum gene para obter esse diferencial competitivo, sabia? O inbound marketing (ou marketing de atração) faz uso estratégico dos hábitos de navegação on-line para que você atue, exatamente, como o líder do X-Men antecipando demandas e necessidades.

Quer ver como isso é possível? Siga com esta leitura, e descubra como o inbound marketing pode dar à sua marca o poder telepático de entender, definitivamente, os seus consumidores e clientes em potencial!

Disponível em: wallpaperbetter

O que é o inbound marketing?

Diferentemente do professor Xavier, cuja primeira aparição nas HQs se deu em 1963, o inbound marketing é uma estratégia mais recente. Seu conceito data de 2006, o que permitiu um avanço no uso do marketing digital para a atração, fidelização e o relacionamento com os clientes e prospectos das empresas.

Não à toa, o termo é também conhecido como marketing de atração: uma espécie de conexão (não telepática, ainda, infelizmente) que permite a aproximação natural, do público-alvo das empresas.

Como isso funciona?

Por meio da transformação digital, ocorrida na virada do último século, as empresas compreenderam que o consumidor também havia mudado. Afinal, a internet se tornou a grande fonte de informação dele.

Como consequência disso, ele não dependia mais, exclusivamente, dos argumentos da sua equipe de vendas. Era preciso conhecê-lo para, então, antecipar novas demandas, gerar insights e criar personalizações únicas nos meios de abordar, interagir e negociar com o cliente em potencial.

É aí que entra a pseudo-telepatia promovida pelo inbound marketing. Conhecendo o seu consumidor e por meio do mapeamento de toda a sua jornada de compra, até parece que você está adivinhando os seus pensamentos em todas as etapas dessa jornada.

Para tanto, as suas estratégias de marketing de atração vão se concentrar em 4 etapas:

  1. atração, quando o público ainda desconhece o problema que tem. Assim, com a elaboração de conteúdos que atendam à demanda do usuário que se encontra nessa etapa, você atrai clientes em potencial;
  2. conversão, que oferece os meios para o usuário entender o problema e ter, em mãos, as informações necessárias para tomar novas decisões;
  3. fechamento, que consiste no uso estratégico dos hábitos de consumo do seu consumidor para que o vendedor use argumentos infalíveis;
  4. encantamento, que é a etapa de iniciação de um novo ciclo. Por exemplo: quando o vendedor aborda o cliente no momento exato em que ele necessita, uma vez mais, dos seus serviços ou produtos.

Assim, ao ter as melhores ações planejadas para suprir a demanda do seu consumidor (afinal, cada um pode estar em uma etapa diferente das acima citadas), você será um verdadeiro telepata do seu ramo de atuação.

Disponível em: wallpaperbetter

Quais são os benefícios em usar o marketing de atração?

Como vimos, o inbound marketing dá a impressão de que os seus vendedores leram as mentes dos clientes em potencial, antecipando as suas necessidades e urgências — até mesmo, as imprevistas.

Dessa maneiram os benefícios em aplicar o método se acumulam na sua rotina. Abaixo, os principais:

  • • melhora o relacionamento com o consumidor;
  • • reduz os custos de aquisição de novos clientes;
  • • personaliza as suas estratégias e soluções de acordo com o perfil do seu público.

Mas, afinal de contas, como você pode exercitar esse poder telepático promovido pelo inbound marketing? Não é preciso ler mentes para entender que falaremos disso no tópico seguinte, não é mesmo?

Disponível em: doctormax.

Como fazer uso do inbound marketing?

Nada de uma lâmina de barbear para criar um visual igual ao do professor Xavier. As boas práticas de inbound marketing são as seguintes:

  • • use o blog de sua empresa para responder às questões mais praticadas pelo seu consumidor. Assim, tais conteúdos se traduzem em soluções, para o usuário, que vai recorrer à sua marca quando surgirem novas dúvidas, com o tempo;
  • • use a newsletter e o e-mail marketing para fortalecer o elo com o consumidor e oferecer, em sua caixa de entrada, novos conteúdos e abordagens exclusivas e promocionais para auxiliar na tomada de decisão;
  • • elabore materiais ricos, como seminários on-line e e-books, para que o usuário compartilhe os seus dados de contato e permita a abordagem gradual dos seus colaboradores.

Com isso, não estranhe se a concorrência chamar a você e os seus profissionais de mutantes. Esse é um elogio e tanto, e que deve servir de inspiração para você se diferenciar no mercado e enriquecer continuamente o seu relacionamento com os clientes.

Agora que você já sabe os diferenciais do inbound marketing, aproveite para conferir também nosso artigo que explica, em motivos detalhados, os motivos pelos quais você deveria dar mais atenção ao blog da sua empresa, clique no botão abaixo!

Fonte das imagens:

https://www.wallpaperbetter.com
https://www.doctormax.com.br/